Compartilhe
Tamanho da fonte


9/11/2017
ROTINA ESTRUTURADA PODE ESTIMULAR CRIANÇAS COM AUTISMO?
Terapeuta Ocupacional Régis Nepomuceno sugere diálogo entre contextos da rotina da criança com autismo para intervenção mais eficaz. Curso Autismo e Rotina será realizado dias 02 e 03 de dezembro em Recife

O terapeuta ocupacional Régis Nepomuceno trabalha há cerca de 10 anos no acompanhamento e intervenção de crianças com deficiências ou dificuldades específicas, entre elas, crianças com autismo. Ao longo de seu trabalho, tem percebido a importância do diálogo entre os diversos contextos da criança (escolar, terapêutico, domiciliar, etc.) na sua rotina para uma intervenção mais sistemática e eficaz.

Nos dias 02 e 03 de dezembro, ele estará em Recife (PE) para ministrar o curso Autismo e Rotina, em que discute e aponta soluções para profissionais que trabalham com crianças dentro do Transtorno do Espectro Autista. Abaixo, ele conta um pouco sobre os desafios e particularidades da estimulação focada na rotina da criança. Confira!

Quais as principais dificuldades enfrentadas pelas crianças com autismo dentro da rotina pessoal, escolar, de lazer etc. delas?

A principal dificuldade é se organizar para receber todas as informações de tudo o que vai acontecer. Muitas vezes, achamos que é simples que alguém sugira alguma coisa e a criança realize aquilo que o outro deseja. Mas não podemos esquecer que uma criança com autismo, assim como qualquer outra, tem vontades, desejos e interesses, que são atividades diferentes da terapia, da escola e de outros compromissos. Uma agenda lotada, com atividades que nem sempre são o que ela quer fazer, junto com dificuldades como o déficit na interação, a dificuldade na expressão ou o déficit na comunicação faz com que a rotina das crianças com autismo seja cheia de desafios em todos os contextos que ela está inserida. Nesse caso, fica a cargo dos terapeutas, professores, acompanhantes e principalmente dos pais um equilíbrio entre todas as atividades que a criança precisa com todas aquelas que ela deseja.

Como profissionais que atuam junto a crianças com autismo podem aproveitar a rotina como contexto de estimulação e intervenção?

A rotina é onde a criança aprende e aplica tudo o que sabe. É, ou deve ser, o instrumento de intervenção de todos os profissionais. Quando pensamos em rotina, vem à mente um quadro de atividades sempre iguais, em que as crianças realizam sempre as mesmas atividades. Mas pode não ser isso! Se profissionais estruturaram o dia-a-dia, uma receita de culinária pode estimular memória, atenção, raciocínio, interação, linguagem, entre outras coisas. Esses estímulos, quando realizados de maneira mais prazerosa e, mais que isso, significativa, trabalham todas ou várias questões que uma criança com autismo necessita para melhorar seus componentes de habilidades.

Qual a importância da integração dos contextos clínico, escolar e domiciliar nesse tipo de intervenção?

Muitas vezes, com uma rotina puxada e cheia de compromissos, os pais têm dificuldades de saber o que acontece em todos os lugares, o que pode dificultar o conhecimento do que, em terapia, por exemplo, a criança esteja conseguindo realizar de uma melhor forma. É importante que esse terapeuta informe para os demais profissionais da equipe questões que facilitem a intervenção e o manejo da criança em todos os outros lugares. Além disso, sabemos que uma das maiores dificuldades na criança com autismo é a generalização do conhecimento, ou seja, que ela consiga utilizar suas habilidades em vários contextos diferentes, e até mesmo com vários objetos diferentes. Aqui, a troca de informação e a realização de atividades em diversos contextos podem facilitar o processo de generalização da aprendizagem dessas crianças.

Você desenvolveu um aplicativo chamado Minha Rotina Especial (http://minharotina.com.br/)pensando nesse tipo de atuação mais integrada. De que forma ele pode contribuir para esse tipo de intervenção?

O aplicativo Minha Rotina Especial organiza todas as atividades da criança. Mais que isso, ele traz, por meio de fotos e áudios, a explicação do passo a passo do que a criança deve fazer. Utilizando a lógica de que a criança deve ser o ator principal de sua vida, o app utiliza fotos reais das crianças, além de preconizar que as famílias utilizem as imagens daquilo que se tem em casa, como os brinquedos das crianças, assim paliando o significado, uma vez que a criança consegue reconhecer aquilo que está a sua volta. Além disso, o aplicativo facilita que todas as pessoas da equipe saibam as atividades que a criança está realizando, já que ele gera um relatório destas, podendo ser encaminhado por e-mail para as pessoas.

Curso Autismo e Rotina
Quando? 02 e 03 de dezembro de 2017
Onde? Inclusão Eficiente Nordeste - Av. Rui Barbosa, 715, sala 1405, Graças - Recife (PE)
Inscrições: https://goo.gl/forms/ebSEXpa4fAeQq2P72
Mais informações: contato.pe@inclusaoeficiente.com.br





voltar